sexta-feira, 4 de março de 2016

Revista "Estética" (1924-1925) - Poemas de Manuel Bandeira.

Seguindo os passos da revista "Klaxon", que publicou 9 números em São Paulo entre 1922 e 1923, a "ESTÉTICA" foi lançada no Rio de Janeiro, pelos jovens Prudente de Moraes Neto e Sergio Buarque de Hollanda, com o mesmo objetivo de sua antecessora Paulista. Tratava-se de um veículo para a divulgação das idéias Modernistas nas artes e literatura. A "Estética" teve vida curta mas marcante e influente. Seus colaboradores foram basicamente os mesmos que fizeram o sucesso de Klaxon.

Dos tres exemplares da revista, Manuel Bandeira contribuiu para dois, no número 2 ele oferece "Camelots" e "Comentario Musical" e no número 3 (o último da revista) ele contribui com "O Cacto", "Mulheres" , "Não sei dançar" e "Pensão Familiar". Todos os poemas fazem parte do volume "LIBERTINAGEM", que seria editado em 1930, e "Não se dançar" foi a poesia de abertura do livro.

Os exemplares de minha coleção foram encadernados juntos, preservando as capas originais das brochuras, em bela encadernação de época.















Nenhum comentário:

Postar um comentário